8 tipos de pessoas que você pode encontrar no Tinder – querendo ou não

Nunca tivemos nada.Já tivemos algo.Ele é meu namorado.Ele é meu noivo.Ele é meu marido.Ele é meu ex.Continuar.

Usar aplicativos de encontro para conhecer alguém tem se tornado algo cada vez mais comum…

E acredite, não há nada errado nisso!

Você pode encontrar muitas pessoas legais por lá, talvez até o grande amor da sua vida…


Mas acontecem algumas situações em que encontramos pessoas até certo ponto “bizarras”…

Principalmente em se tratando do Tinder!

Você está lá a analisar quem merece seu “like” quanto de repente aparece alguém muito diferente que te deu um “super like”…

Ou até mesmo aqueles casos em que você encontra o namorado (a) de uma amiga (o) que diz estar usando o aplicativo “apenas para conhecer novas pessoas”!

Veja agora oito tipos de pessoas que você pode encontrar no Tinder – querendo ou não…

8 tipos de pessoas que você pode encontrar no Tinder  

Será que é verdade... Ou será fake?

Será que é verdade… Ou será fake?

1 – Sem foto

Ele/ela tem uma descrição de perfil e tudo o mais, só não tem uma coisa básica: Uma foto!

A verdade é que provavelmente se trata de um perfil fake e a pessoa está por ali apenas para espionar!

Nem pense em dar like apenas por curiosidade… Pode se tratar de alguém perigoso também!

2 – Carente

Tudo, e entenda aqui tudo como tudo mesmo, no perfil e fotos dessa pessoa indica que ela está desesperada por encontrar alguém!

Se por acaso acontecer um “match” você será perturbado todos os dias por milhares de perguntas e algumas vezes alguns: “Por que você demorou para me responder?!”

Cuidado para não acabar passando seu WhatsApp ou Facebook logo no começo da conversa por que aí as coisas podem ficar ainda piores!

3 – “Não sei o que estou fazendo aqui”

Em resumo se trata de uma pessoa que entrou no aplicativo apenas por modinha ou influência dos amigos…

Ela não está em busca de conhecer pessoas ou de algum tipo de relacionamento, inclusive dificilmente responderá seu “oi” quando acontecer um “match”!

4 – Sexo fácil

Esse tipo de pessoa considera o Tinder apenas como um aplicativo de intuito sexual, e deixa isso claro até mesmo em seu perfil…

Normalmente sua descrição diz: “Em busca de sexo casual e sem compromisso”…

Ele/ela pode ser lindo (a), pode ter uma conversa incrível, mas a verdade é que só está interessado (a) em uma coisa: sexo.

Então se esse não for seu intuito logo o “match” será desfeito!

5 – Em busca de novas amizades

Você deu like na pessoa, conseguiu um “match” e assim que começou a conversar com ela notou o seguinte: Ela está no aplicativo com o intuito de fazer amizades!

Por mais que o Tinder seja um aplicativo de encontros – ou até mesmo de sexo – existem sim pessoas que o utilizam com o intuito de fazer novas amizades…

Então se você também tem interesse em ganhar um novo amigo (a) vale a pena investir na conversa!

6 – Amante de desenhos ou cães

Semelhante ao perfil sem foto, esse tipo de pessoa não tem uma foto se quer de si mesma…

Seu perfil de compõe de fotos de animes ou até mesmo de cães!

Normalmente é alguém muito tímido que não usa nem o próprio Facebook com uma foto própria…

O melhor talvez seja não dar um “like”, mesmo que o cachorrinho da foto seja muito fofo!

7 – Desesperado por algo sério

Essa pessoa usa o aplicativo como se fosse uma agencia de casamentos, ela está em busca de alguém que quer algo sério para valer…

O problema é que o desespero fala mais alto e apesar de você também estar em busca de algo sério, com o tempo a conversa com esse “match” começa a se tornar um pouco assustadora!

8 – Curioso

Ele/ela instalou o aplicativo apenas por curiosidade…

A verdade é que talvez já tenha alguém a seu lado ou ao menos esteja investindo em um pretendente fora do Tinder!

O Segredo Inusitado Para Despertar Uma Tempestade de Desejo Apaixonado Na Mente do Homem Que Você Ama: (clique aqui para assistir ao vídeo)

Você dá um “like”, consegue um “match” dá um “oi” e recebe uma resposta mais ou menos um mês depois… Isso se receber!

 


2/5 - (1 vote)

Gostou do artigo? Conte sua história nos comentários: