Será que você está competindo na relação?

Nunca tivemos nada.Já tivemos algo.Ele é meu namorado.Ele é meu noivo.Ele é meu marido.Ele é meu ex.Continuar.

A competição é algo que faz parte de nossas vidas desde quando éramos crianças. Havia quem quisesse ter as notas mais altas, ser o melhor do time de futebol da turma da escola, ser o mais pegador ou dar as melhores festas de aniversário para que ela fosse assunto durante muito tempo entre as rodinhas.

[sc:calculadora ]

E, por vezes, temos o péssimo hábito de trazer para nossos relacionamentos amorosos esse espírito competitivo – que pode ser a grande razão para um fim já anunciado.


Há quem acredite que a competição entre duas pessoas que se amam pode render bons frutos ao casal. Mas sabemos que são raros os casos em que as partes encaram essa corrida maluca como uma simples brincadeirinha. Na maioria dos casos, os problemas que surgem durante as competições acabam se tornando uma bola de neve e as duas partes entram num jogo sem fim.

Iniciar uma atividade física, ler um livro mais cabeça ou se matricular em um curso pode fazer com que seu parceiro se estimule e procure seguir o mesmo caminho. Se a competição permanecer neste estágio, bons frutos podem surgir. O problema é se ela evoluir para situações destrutivas, que tornarão o relacionamento em algo insustentável.

Abaixo, você vê alguns exemplos de quando a competição entre duas pessoas que se amam pode acabar destruindo uma relação.

Descubra se você está competindo na relação

Sera que voce esta competindo na relacao

A competição no relacionamento é normal, mas descubra se você não está exagerando.

  1. Competição salarial

O machismo é o principal ponto que pode implicar nesta situação. Como vivemos em um país em que a mulher não tem uma valorização equivalente a do homem no mercado de trabalho, é comum vermos os homens como os principais provedores do dinheiro em um família. Mas quando a mulher é a dona do maior salário, o parceiro não ficará contente enquanto não conseguir um emprego em que ganhe mais, até assumir o controle financeiro. Com isso, ele se sentirá no direito de também exercer o controle da relação, ditando regras pelo fato de ser o melhor remunerado no casal. Obviamente que isso não é uma regra, mas muitos homens se sentem diminuídos quando suas companheiras têm salários maiores. E isso pode vir a ser um problema.

  1. Competição intelectual

Investir nos estudos e no conhecimento geral é algo que todos deveriam fazer. Quando você se relaciona com alguém que tem a mesma profissão que você, é natural que exista uma troca de conhecimentos. Mas quando o espírito da competição se faz presente, quem entra em campo é a arrogância. Sempre que você apresentar uma novidade ou descobrimento, o parceiro ou dará de ombros para suas informações ou tentará se superar, aprofundando a pesquisa, estudo ou leitura sobre o tópico em questão. O ego, neste caso, precisa ser muito bem trabalhado para evitar desavenças entre o casal.

  1. Competição sexual

Pode parecer surreal, mas é algo recorrente na vida de muitos casais. Quando a mulher decide cuidar melhor do corpo, investindo horas na academia para melhorar suas curvas e também a autoestima, automaticamente ela ganhará mais condicionamento físico e se sentirá mais atraente e disposta para manter relações sexuais. Isso, por incrível que pareça, pode se tornar um problema na relação, principalmente se esta mulher for casada com um cara preguiçoso. Ele fará de tudo para desestimular sua parceira a ir à academia para não ter que correr atrás do prejuízo, pois sabe que uma mulher bem disposta e boa de cama não aceitará ter um parceiro meia boca na cama.

O Segredo Inusitado Para Despertar Uma Tempestade de Desejo Apaixonado Na Mente do Homem Que Você Ama: (clique aqui para assistir ao vídeo)

Em tempos de relações superficiais, é importante ter a certeza de que estamos dormindo ao lado de seu companheiro e não de seu rival.

 


Gostou do artigo? Conte sua história nos comentários: