4 Razões pelas quais namorar depois dos 30 é diferente

Nunca tivemos nada.Já tivemos algo.Ele é meu namorado.Ele é meu noivo.Ele é meu marido.Ele é meu ex.Continuar.

Quando se fala de conquista, paquera, namoro, a primeira coisa que vem a cabeça são os jovens. Para eles o ato de conquistar a alguém parece algo tão natural e fácil.

[sc:calculadora ]

Mas, o fato é que namoro não tem idade. Você pode namorar em qualquer fase da vida e ainda assim desfrutar de bons relacionamentos.


Para aqueles que já passaram dos trinta anos, a forma de ver um relacionamento é um pouco diferente e talvez alguns comportamentos dos jovens assuste um pouco. Afinal, a pessoa está em outra fase, normalmente já estável na carreira e cogitando a ideia de formar uma família.

Mas será que namorar depois dos trinta é tão diferente assim? Acredite, algumas coisas mudam, afinal estamos em constante mudança a cada ano que ficamos mais velhos, mas as premissas básicas de um namoro continuam as mesmas.

4 Razões pelas quais namorar depois dos 30 é diferente

4 Razões pela qual namorar depois dos 30 é diferente

O prazer da intimidade é uma descoberta que se faz com o tempo

  1. Maturidade

Quando temos nossos vinte e poucos somos mais sonhadores e muitas vezes fugimos da ideia de um relacionamento mais serio com outra pessoa. E pode ser questão de maturidade, ou melhor, da falta dela.

Damos muito mais valor a nossa individualidade e por isso fugimos dos compromissos mais sérios. Se você observar, esse comportamento é válido não somente na vida amorosa, como também na profissional.

Depois que passamos dos trinta buscamos estabilidade. Normalmente estamos no emprego que gostamos ou na luta para encontrá-lo. Temos um bom salário e nos sustentamos sozinhos. Já não vivemos mais com nossos pais.

Vemos o mundo de uma forma mais madura e queremos alguém para um compromisso sério. Alguém que esteja disposto a constituir uma família dentro dos próximos anos e portanto esteja em busca da mesma estabilidade.

Você com certeza já sabe muito bem o que quer e não tem mais o mesmo receio que tinha aos vinte e poucos. Se jogar de cabeça nas situações também é algo que você não faz mais. Tudo é devidamente estudado e planejado. Portanto, acredite: seus relacionamentos também serão assim.

  1. Estabilidade

Depois dos trinta é provável que você já seja dono do próprio nariz. Em outras palavras, aqueles meses em que você não tinha dinheiro nem para almoçar provavelmente não acontecem mais.

Toda a sua vida é composta de estabilidade e portanto você deixa claro que é o que está buscando. Sabe aquela pessoa que não quer nada com nada e normalmente fica só te enrolando?

É provável que ela se mantenha bem distante e só apareçam no seu caminho pessoas interessadas em um relacionamento sério – e estável.

  1. Mais qualidade e menos quantidade

Se aos vinte anos o que importava era quantas gatinhas (os) você ia beijar na próxima balada ou a quantidade de vezes em que fazia sexo na semana, agora você tem outros valores. Depois dos trinta anos as pessoas dão muito mais valor a qualidade do que para a quantidade.

Você passa a prestar atenção na alimentação, nas roupas e até mesmo nas amizades. Na hora do namoro isso não é diferente, você vai preferir muito mais alguém que te dê valor e que preze pelo relacionamento do que se envolver com outra pessoa apenas para não se sentir sozinho. Em outras palavras, você se torna mais seletivo na hora de escolher alguém para se envolver.

  1. O sexo não precisa ser espetacular

Quando jovens muitas vezes nos preocupamos mais em ter uma performance espetacular na cama para agradar ao outro do que com o nosso próprio prazer. Agora que você já está na casa dos trinta vai perceber que pode ter uma boa experiência de sexo sem grandes “efeitos especiais”.

Sabe claramente o que gosta e o que não gosta na cama e, portanto, sexo não se torna um problema no relacionamento. Muito pelo contrário, você se contenta com uma noite “normal” e consegue conversar abertamente com o parceiro quando há algum problema.

O Segredo Inusitado Para Despertar Uma Tempestade de Desejo Apaixonado Na Mente do Homem Que Você Ama: (clique aqui para assistir ao vídeo)

Como você pode ver, namorar depois dos trinta é sim um pouco diferente, mas há vários pontos positivos em apostar num relacionamento após essa idade.

 


3 comentários

  1. Erica
  2. Bianca
  3. mark

Gostou do artigo? Conte sua história nos comentários: