Você está amando ou é apenas apego?

Nunca tivemos nada.Já tivemos algo.Ele é meu namorado.Ele é meu noivo.Ele é meu marido.Ele é meu ex.Continuar.

Para algumas pessoas amar e estar apegado têm praticamente o mesmo significado: Gostar de alguém de forma especial…

No entanto são duas coisas completamente diferentes, uma delas inclusive muito prejudicial para si mesmo!

Afinal, apegar-se a alguém – ou a alguma coisa – faz com que você ignore a si mesmo e coloque a outra pessoa em um pedestal, se recusando a admitir que talvez seja melhor se afastar…


O amor pode ser considerado uma coisa mais complexa…

E apesar de algumas vezes ser preciso ceder também envolve algo muito importante: Amor próprio!

Então, será que você está amando ou é apenas apego?

Você está amando ou é apenas apego?

Você está amando ou é apenas apego

Será que é amor?

Crescimento pessoal seja sozinho, seja com alguém

Quando existe amor o casal encontrará formas de aumentar seu crescimento pessoal juntos…

Ambos conseguem pensar de forma positiva e se for preciso fazer algo sem a presença do amado sabem que irão conseguir!

No entanto, quando existe apenas apego a pessoa só consegue encontrar esse sentimento de realização e ter pensamentos positivos em relação a alcançar algo quando está com outra pessoa…

Em resumo, precisa de alguém para atingir seu crescimento pessoal, e estar sem essa pessoa parece algo pior que o fim do mundo!

Dar e receber de forma equilibrada

Alguns acreditam que amar é dedicar-se por completo ao outro, esquecendo-se de si mesmos, enquanto que outros pensam que receber – e cobrar – atenção é uma forma de dizer que ama…

Na verdade isso é apenas apego… A pessoa acredita que só pode ser feliz se tiver alguém a quem se dedicar ou o contrário, se tiver alguém que lhe dê atenção!

O amor é feito de equilíbrio, no qual o casal dá e recebe atenção sem que ninguém se contente com migalhas ou saia sufocado!

Não é preciso exigir atenção pois você sabe que a outra pessoa lhe ama, apenas ao olhar em seus olhos…

Você sabe que pode contar com ela da mesma forma que ela pode contar com você!

Transbordar, não completar

É muito bonito ouvir alguém dizer que encontrou sua cara metade ou sua metade da laranja…

Mas a verdade é que no campo do amor você deve se sentir completo e não uma metade…

Na melhor das definições procurar alguém que te transborde, que seja tão completo quanto você e ainda assim esteja em busca de crescimento!

Acreditar que você é apenas uma metade e que precisa de outra para ser completa leva ao medo da perda… E o medo da perda gera apego…

Então antes de se dedicar a qualquer relacionamento ame a si mesma e sinta-se completa! Você verá seus próximos relacionamentos com olhos bem diferentes!

Carência que cega

Carências afetivas também fazem com que o amor seja confundido com apego…

Alguma necessidade mal resolvida que você encontra na outra pessoa, mesmo que no fundo saiba que os sentimentos dela não são os mesmos!

Aí o casal segue junto por comodidade, por ser mais fácil viver no talvez do que enfrentar e resolver suas carências afetivas sozinhos…

O grande problema que isso gera é uma solidão a dois, que pode ser considerada muito pior que a solidão comum!

Você se sente só, mesmo estando com outra pessoa…

No amor isso não acontece… Você não usa o outro como fuga de suas carências e se for preciso se afastar, você fará isso!

Liberdade ou escravidão?

Estar apegado é como viver escravo de algo que não dá mais certo e mesmo assim você continua a aceitar, por medo de sofrer, medo de perder…

Amar envolve liberdade, você consegue deixar a outra pessoa livre e não se sente insegura por ela decidir fazer algo sem a sua presença!

O Segredo Inusitado Para Despertar Uma Tempestade de Desejo Apaixonado Na Mente do Homem Que Você Ama: (clique aqui para assistir ao vídeo)

É como aquele verso, quem ama deixa livre…

 


Gostou do artigo? Conte sua história nos comentários: