Quando o sexo se tornou uma maneira errada de dar e receber afeto?

Nunca tivemos nada.Já tivemos algo.Ele é meu namorado.Ele é meu noivo.Ele é meu marido.Ele é meu ex.Continuar.

O sexo, embora tenha sido supervalorizado, é apenas mais uma demonstração de afeto. Note que eu falei AFETO e não amor.

Isso significa que quem faz sexo não ama? Não, de forma alguma! Há como ter sexo e amor ao mesmo tempo, mas o mais comum é que o sexo venha primeiro…

Então, se não tem nada de errado nisso, por que hoje em dia o sexo fácil está tão distante de qualquer manifestação de amor? Talvez o que está errado é a sintonia entre você, a pessoa e o que vocês compartilham como casal.


Mas antes de tentar adivinhar o que acontece no seu relacionamento (ou nos seus envolvimentos casuais), vamos falar mais sobre como as pessoas agem em relação ao sexo.

Existem muitas maneiras de lidar com essa questão e isso vai depender dos seguintes fatores.

4 Fatores que influenciam a relação entre sexo e amor

Quando o sexo se tornou uma maneira errada de dar e receber afeto?

Sexo é bom quando vem sem culpa…

  1. Cultura local
  2. Educação de cada um
  3. Religiosidade ou crenças
  4. Autoestima

Vamos falar sobre cada um deles e sobre como o sexo é usado, muitas vezes, como uma maneira errada de dar e receber afeto.

Por que usar sexo como afeto é errado?

  1. Cultura local

Dependendo de onde você cresceu, a cultura local influencia na forma como você lida com o sexo. Em algumas situações, essa questão entra em conflito com a cultura dela e vocês poderão ter problemas na relação sexual.

É importante que vocês dois entendam o que significa o sexo para ambos e aprendam a usá-lo para a busca da intimidade e do prazer mútuo, sem deixar que os conceitos externos influenciem a relação de vocês. Dessa forma, o afeto será positivo e o sexo tende a melhorar com o tempo.

  1. Educação de cada um

Tão influente quanto a cultura local, dependendo da forma como você e a pessoa desejada foram educados, o resultado pode ser uma confusão de sentimentos. Por isso, a mesma forma de resolver é através da conversa madura e sem mágoas.

Quanto mais tempo você esperar para conversar, pior pra você. E se estamos falando de relacionamentos casuais, você pode ser livre para fazer sexo o quanto quiser. No entanto, se esse sexo estiver substituindo sua necessidade de receber afeto pelo prazer sexual, você se sentirá sempre um pouco deprimido depois da relação e isso não é saudável, pois tende a aumentar.

  1. Religiosidade ou crenças

Para muitas religiões, o sexo é visto como algo imoral e impuro, que só pode ser feito para fins biológicos de procriação sob a autorização divina. Se você tem uma base religiosa, seguindo ou não essa premissa pode ser que o sexo venha carregado de culpa, pois inconscientemente você acredita que ele é errado.

Além de não curtir, você estará recebendo e dando afeto de maneira super errada, o que não vai fazer bem em longo prazo.

  1. Autoestima

Essa é a mais comum das razões que levam as pessoas a dar e receber afeto através do sexo, porém de maneira errada e destrutiva.

Deixei para o final para que você refletisse nisso juntamente com os tópicos anteriores. Afinal, mesmo que você lide bem com influências religiosas, culturais e outras, se sua autoestima estiver baixa, você vai usar o sexo para suprir carências que nunca serão supridas, pois o que você realmente quer não está no sexo.

O Segredo Inusitado Para Despertar Uma Tempestade de Desejo Apaixonado Na Mente do Homem Que Você Ama: (clique aqui para assistir ao vídeo)

Em resumo de tudo isso, você precisa estar bem consigo interna e externamente. Precisa se respeitar e fazer sexo pelo simples desejo de estar com alguém e não para encobrir outros sentimentos. Caso contrário, conhecerá o peso do famoso “vazio” que muitos falam. É a sensação ruim que toma conta após o sexo quando você não alcança a troca esperada de afeto.

 


Gostou do artigo? Conte sua história nos comentários: