4 Coisas que todos pensam errado sobre namoro à distância

Nunca tivemos nada.Já tivemos algo.Ele é meu namorado.Ele é meu noivo.Ele é meu marido.Ele é meu ex.Continuar.

Namorar à distância pode ser muito prazeroso. Só quem se aventura em uma experiência como esta sabe exatamente as vantagens e desvantagens desse tipo de relação.

[sc:calculadora ]

Mas vamos entender que namoro à distância requer distância de verdade. Se você namora alguém que mora em outro bairro e que uma viagem de 30 minutos de carro já faça você ficar junto da pessoa amada, isso não é um namoro à distância, ok?


Certamente você deve ter uma amiga ou algum conhecido que namora alguém que mora em outra cidade, estado ou país. E não entende como se mantém um relacionamento a tantos quilômetros de distância.

De uma coisa você pode ter certeza: ambas as partes acreditam muito no amor que sentem uma pela outra, pois somente um sentimento tão forte pode ser capaz de mantê-las unidas, mesmo estando muito distantes entre si.

Conversando com uma amiga brasileira que namora um cara da Guatemala, perguntei a ela como consegue manter este relacionamento e o que eles planejam para o futuro.

E a resposta dela me fez pensar no preconceito bobo que muitos de nós temos com quem vive este tipo de relação: “temos um sentimento muito forte, confiamos muito e damos a liberdade que precisamos para não nos sentirmos presos. É como um relacionamento convencional, com a diferença de que nos vemos com uma frequência menor”.

Refletindo sobre a resposta dela, resolvi escrever este post, listando as coisas erradas que as pessoas costumam pensar sobre o namoro à distância:

 4 Coisas equivocadas sobre namoro a distância

4 Coisas que todos pensam errado sobre namoro à distância

Será que vale a pena amar à distância?

  1. Infidelidade

Acho que a primeira coisa que pensam sobre quem namora à distância é que ambos são infiéis e saem com outras pessoas para suprir a carência, já que a outra parte está longe e jamais ficará sabendo das escapadinhas e puladas de cerca.

Bom, isso é uma enorme bobagem. Pois se o amor existe, o respeito deve ser o mesmo. Basta perguntar para alguém que tenha um namorado que mora em outra cidade se ela pensa em trair o rapaz. Você ouvirá um enorme “não” como resposta.

  1. Insegurança

Só se aventura em uma relação como esta quem está seguro de seus sentimentos e confia plenamente na pessoa amada. Obviamente o ciúme existe e que os momentos de insegurança são inevitáveis – mas isso acontece em todos os relacionamentos, inclusive nos considerados “normais”.

As pessoas costumam achar que quem namora à distância sofre para controlar os passos do parceiro e que vive com medo de ser traída. Isso acontece, mas numa escala infinitamente menor do que pensam.

  1. Prisão

Há quem pense que um relacionamento à distância precisa de um controle maior sobre o outro. Afinal, como você vai ter certeza de que a pessoa não vai cair na gandaia sem te avisar, ou que vai chegar em casa no horário que você considera adequado, ou que não está mentindo?

Tem quem ache que é necessário controlar todos os passos da pessoa amada. Mas não é assim que as coisas acontecem na prática.

Já ouviu o ditado “a liberdade é o que nos prende”? É basicamente isso. Obviamente que ambos precisam estabelecer algumas regrinhas logo no início, mas ninguém precisa ficar surtando de ciúmes.

  1. Brigas em excesso

É verdade que todas as pequenas questões mal resolvidas acabam ganhando uma intensidade maior quando se namora à distância. Isso acontece porque falta o olho no olho, o toque, o abraço e o carinho físico.

O Segredo Inusitado Para Despertar Uma Tempestade de Desejo Apaixonado Na Mente do Homem Que Você Ama: (clique aqui para assistir ao vídeo)

Mas não é um bicho de sete cabeças. As brigas acontecem pelas mesmas razões que de um namoro presencial. A diferença é que a ausência física faz com que essas discussões não sejam finalizadas com um beijo apaixonado.

 


Gostou do artigo? Conte sua história nos comentários: