Como uma conversa no WhatsApp pode dar muito errado

Nunca tivemos nada.Já tivemos algo.Ele é meu namorado.Ele é meu noivo.Ele é meu marido.Ele é meu ex.Continuar.

Vivemos em um mundo no qual estamos sempre na correria…

Isso significa dizer que cada vez mais dependemos da tecnologia para nos mantermos próximos das pessoas que amamos!

E até aí a existência das redes sociais e do WhatsApp é uma verdadeira “mão na roda”, pois você pode estar próximo de quem você ama sem necessariamente estar ali “ao vivo”…


O problema surge quando o que é escrito – ou feito – no aplicativo é mal interpretado e gera uma verdadeira dor de cabeça!

Nesses momentos você pensa que talvez tivesse sido melhor falar pessoalmente ou ligar!

Veja agora como uma conversa no WhatsApp pode dar muito errado…

Quais as chances de sua conversa no WhatsApp dar errado

Como uma conversa no WhatsApp pode dar muito errado

Esses tracinhos azuis vieram para causar muita confusão.

– Conversa errada

Você está lá batendo um papo legal com sua ficante ou namorada e ao mesmo tempo conversando com sua mãe sobre algo que você deveria ter pego em algum lugar…

Aí na maior inocência você vai responder sua mãe com um simples: “Peguei” se referindo ao documento que você ficou de buscar enquanto ela está viajando!

O detalhe é que sem querer você respondeu isso na janela da sua namorada…

Pode preparar os ouvidos – ou os olhos – por que lá vem bronca! Afinal quem você anda pegando que ela não sabe?! Está a traindo é?!

E pensar que tudo começou com uma resposta simples na conversa errada…

– Corretor traidor

É claro que nem sempre se digita em português correto enquanto conversa com alguém via WhatsApp, a não ser que seja alguém importante, como o seu chefe!

O problema é que até o corretor do celular se acostumar com as palavras em “internetês” muita confusão pode vir por aí…

Você pode acabar xingando o (a) namorado (a) sem querer ou até mesmo acabar dizendo que fez uma coisa nada a ver que pode indiretamente significar uma traição!

E mesmo que você se corrija rapidamente, já deu brecha para uma desconfiança!

Então, todo cuidado é pouco com o corretor ortográfico…

– Emoticons confusos

Se alguma vez você já se deu ao trabalho de pesquisar na internet deve saber que muitos dos emoticons que utilizamos nas conversas tem um significado totalmente diferente do qual acreditamos ser…

Até aí sem problemas, por que provavelmente tanto para você quanto para seu/sua ficante/namorado (a) a carinha com coração nos olhos ainda tem o mesmo significado!

O problema surge quando você participa zoando em vários grupos – que podem ser até mesmo os da família – e manda aqueles outros emoticons chateados, bravos ou com algum significado pejorativo…

Aí você vai mandar na conversa do (a) amado (a) e acha que o último utilizado foi o coração e acaba enviando um monte de carinhas entediadas e revirando os olhos…

Pronto, pode se preparar para uma boa explicação por ter respondido um “Te amo” ou “Estou com saudades” com esses emoticons!

– Os dois tracinhos azuis

Há quem diga que o WhatsApp inventou essa tal de confirmação de visualização com o intuito de separar casais…

Piadas a parte, quem nunca visualizou uma mensagem de seu/sua amado (a) e se distraiu com alguma outra coisa ou até mesmo foi resolver um assunto importante e esqueceu de responder que atire a primeira pedra!

Se aquele botão de chamar a atenção do extinto MSN ainda existisse provavelmente teria sido utilizado, mas como não existe provavelmente apareceram outras 795 mensagens em seu celular perguntando por que visualizou e não respondeu…

Bom, diferente do que ele/ela pensa você não estava ignorando a mensagem ou ocupado (a) flertando descaradamente com outra (o)!

Você apenas se distraiu e esqueceu que já havia visualizado a mensagem…

É… Esses tracinhos azuis vieram para causar muita confusão…

O Segredo Inusitado Para Despertar Uma Tempestade de Desejo Apaixonado Na Mente do Homem Que Você Ama: (clique aqui para assistir ao vídeo)

E por mais que dê para desativar, é melhor não fazer isso se não quiser mais motivos para uma briga!

 


Gostou do artigo? Conte sua história nos comentários: