Por que nos apaixonamos pela pessoa errada?

Nunca tivemos nada.Já tivemos algo.Ele é meu namorado.Ele é meu noivo.Ele é meu marido.Ele é meu ex.Continuar.

Quantas vezes você já não se apaixonou – perdidamente – por alguém que não tinha nada a ver com você?

Ou pior ainda, por uma pessoa que era mais um amor platônico, sem nenhuma possibilidade de tornar essa paixão realidade?!

A verdade é que nos apaixonamos pelas pessoas erradas


Não apenas uma, mas várias vezes durante a vida!

Mas será que existe uma explicação para isso? Afinal por que nos apaixonamos pela pessoa errada?

Por que nos apaixonamos pela pessoa errada?

Querendo ou não, no amor também precisamos de experiência!

Querendo ou não, no amor também precisamos de experiência!

 

Afinal o que é uma pessoa errada?

Antes de tudo é preciso ter em mente que uma pessoa errada não precisa ser necessariamente alguém que não nos corresponde, mas também alguém “impossível”, alguém que nos destrata, alguém que brinca com nossos sentimentos…

São várias as definições que se encaixam nesse termo “pessoa errada” e não é que sejam realmente erradas para nós…

Porque essa história de pessoa certa pode fazer você cair numa cilada e buscar sempre a perfeição!

Mas normalmente a pessoa errada está vinculada ao sofrimento e ao desprezo…

Falta de experiência

Querendo ou não, no amor também precisamos de experiência!

E se em outras questões da vida levamos tombos e fazemos escolhas erradas para então entendermos o que realmente queremos e desejamos, porque isso não aconteceria no amor?!

Quanto menos experiências amorosas – namoros, ficadas com alguém que você se interesse – você tiver mais chances de “escolher a pessoa errada”!

Mas não se preocupe que o “dedo podre” não dura para sempre! Com o tempo apenas de bater o olho em uma pessoa você já sabe que ela não faz o seu tipo…

É uma questão de experimentar para se conhecer…

Talvez você diga que odeie aquela pessoa romântica e inclusive diga que não se considera alguém romântico e ao final, ao sair com alguém assim – descubra que é exatamente o contrário e que romance é diferente de grude!

O “amor” é cego

Na verdade, em outras palavras, a paixão é cega!

A primeira vista você vê a sua frente o homem perfeito, aquele que você sempre sonhou…

E é tudo culpa dos hormônios da paixão que estão “dominando” o seu cérebro!

Depois de algum tempo de convivência a paixão passa e então você descobre que a pessoa não era bem aquilo que você imaginava…

Novamente algo normal… Quando você está apaixonada é natural colocar algumas qualidades a mais na pessoa amada e ignorar um pouco – ou completamente – seus defeitos!

Medo de se relacionar

O medo de relacionamentos – e acredite, ele existe – também pode ser um culpado quando alguém se apaixona pela pessoa errada!

Na verdade ela tem medo de se relacionar – não está preparada ou quer ficar sozinha – e então acaba sempre optando por pessoas as quais sabe que o relacionamento está fadado ao fracasso!

Quem não lida bem com os próprios sentimentos tem tendência a sofrer do medo de se relacionar e nesses casos pode ser preciso a ajuda de um psicólogo…

Inclusive, escolher o homem errado e ter medo de se relacionar pode estar ligado a algo que se vivenciou na infância, como um casamento ruim dos pais ou a falta de carinho!

O sonho com o príncipe encantado

Outra razão que nos leva a nos apaixonarmos pela pessoa errada é aquele sonho com o príncipe encantado, que também pode ser substituído aqui pela pessoa perfeita!

Em resumo você se deixa levar pelas primeiras emoções da paixão – naquele momento em que tudo parece incrível e perfeito – e se joga de cabeça nos relacionamentos…

Quando o príncipe se revela um sapo – que significa descobrir que ele não é perfeito – você começa a cobrar atitudes que talvez nem fizessem parte do perfil da pessoa!

O Segredo Inusitado Para Despertar Uma Tempestade de Desejo Apaixonado Na Mente do Homem Que Você Ama: (clique aqui para assistir ao vídeo)

E aí, bom, ele se torna mais uma pessoa errada na sua vida…

Por que nos apaixonamos pela pessoa errada?
3.8 (76%) 10 votes

Artigos relacionados:

Gostou do artigo? Conte sua história nos comentários: