Até quando investir em uma relação

Nunca tivemos nada.Já tivemos algo.Ele é meu namorado.Ele é meu noivo.Ele é meu marido.Ele é meu ex.Continuar.

Até quando investir em uma relação? Essa é certamente uma das duvidas mais comuns entre as pessoas que estão em um relacionamento. Muitas pessoas tem esse tipo de duvida e não sabem como resolver ou até quando investir para que o relacionamento de meses ou anos vá para o buraco.

Sabemos que o pilar de uma relação é a reciprocidade entre os envolvidos. Quando não há compreensão por uma das partes, fica um clima totalmente insuportável. Entretanto existem pessoas que preferem permanecer no sofrimento de uma relação amarga ao ter que abrir mão dela.

Penso que a vida é feita de escolhas. Isso é fato, cada um de nós deve escolher apenas aquilo que consideramos “bom” para nós mesmos. Acontece que por estarmos envolvidos demais por uma pessoa que ficamos cegos a ponto de não interpretarmos os fatos a nossa volta.  Então vamos aqui trocar experiências e entender se esse relacionamento vale a pena.


Até quando investir em uma relação?

A nossa maior dificuldade é manter em alta as atitudes bem como as expectativas de uma pessoa para conosco em um relacionamento. Podemos listar aqui dezenas de fatores que podem ser colocados na balança antes de se definir o quanto devemos acreditar em um relacionamento.

No texto como salvar meu casamento você pode obter de maneira mais detalhadas sobre como evitar o fim de uma relação. Até porque seria cansativo demais abordar todos eles em um único artigo. Por essa razão, decidi abordar apenas os principais e junto com você discutirmos outros não listados, que por você são considerados fundamentais.

Tudo de bom que já aconteceu. Muitas pessoas se apegam a fatos do passado para tentar manter viva a chama do relacionamento. Claro isso deve sim servir como base, apenas como base e não como principal motivo pelo qual você deve insistir na relação.

Acontece que, nós, por estarmos abalados por conta da instabilidade do relacionamento deixamos de pensar adiante, e passamos a usar apenas o que já foi bom como razão para insistir na relação. Esse é um dos erros mais comuns, devemos sim usar isso, mas como experiência e não como motivo para o futuro.

O medo à insegurança e a falta de confiança. Outro elemento cruel é a falta de confiança em si mesmo. Quando a relação está abalada nós muito dificilmente conseguimos pensar em uma melhor solução.

A falta de confiança em si mesmo é o sintoma mais comum quando a relação está ameaçada. Acredito que nós devemos apenas viver uma relação enquanto ela nos faz bem. Uma vez que cause algum mal ou não proporcione a reciprocidade dedicada por uma das partes é a hora de começar ser um pouco mais egoísta.

Acreditar em você, nas suas qualidades e principalmente na sua capacidade de encontrar, descobrir e se relacionar com outra pessoa. É sem duvidas o melhor caminho de definir os próximos dias de sua relação.

Foi bom, mas tem que ser muito mais que isso. Sem duvidas é esse o pensamento que devemos ter quando nos deparamos na duvida de um relacionamento. Adotar uma postura imparcial, com um olhar externo é o caminho mais objetivo e menos doloroso.

Pensar que vocês viveram momentos muito bons, felizes demais no passado é ótimo. Entretanto essas recordações não devem servir apenas como motivo para você apostar na relação.

Mas tem as crianças não posso desistir por causa delas. Sabemos muito bem que já se foi o tempo em que casais insistiam em um relacionamento por causa dos filhos. Hoje em dia, é muito mais comum e recomendado para a formação de uma criança que os pais dela sejam sinceros e abertos.

Alguns estudos apontam que filhos de pais separados que vivem melhores em relação aos filhos que tem pais juntos, mas que a relação é conturbada. Cheia de brigas, falta de amor, respeito e confiança. Um ambiente assim só tende a passar para os filhos um péssimo exemplo.

É muito mais cômodo que as crianças saibam que seus pais jogam limpo e não mascaram uma situação por eles. Dói claro, é ruim ter que desconstruir toda ideia de um lar, família perfeita.

É preciso que seja feita uma leitura imparcial da sua situação. Saber até quando investir em uma relação é como pensar com um pouco mais de egoísmo. É ir além do desejo, e agir com base nos fatos.

Penso que investir em um relacionamento bem sucedido só vale a pena quando as pessoas assumem quatro atitudes indispensáveis. Respeitam-se, compreendem, protegem e confia um no outro. Do contrário, creio que é impossível dar continuidade na relação.

O Segredo Inusitado Para Despertar Uma Tempestade de Desejo Apaixonado Na Mente do Homem Que Você Ama: (clique aqui para assistir ao vídeo)

A minha dica para você que quer apostar ainda quer investir em uma relação, que já não parece ter mais expectativas de sobrevivência, é ser um pouco mais egoísta e pensar em você mesmo. Deixando de lado todos os sentimentos alheios e colocando os seus como prioridade.

Até quando investir em uma relação
4.1 (82.5%) 8 votes

Artigos relacionados:

12 comentários

  1. ciumara
  2. lu
    • la
  3. Maria Clara
  4. Juliana
    • Cristiane
  5. ana Laura
    • Solange
  6. Dérgila
  7. Diana
  8. LETICIA
  9. Anne

Gostou do artigo? Conte sua história nos comentários: